O Esquisitão (Wanda Gág)

R$ 45,00
. Comprar  
Textos e ilustrações de Wanda Gág
Tradução de Nathalia Matsumoto
Brochura, formato 24 x 17 cm, 40 páginas
Papel FCard Azul 150 g/m2 (miolo), cartão 250 g/m(capa)
Edições Barbatana, 2021
ISBN 978-65-88766-03-3
Barbatana#28
1a edição: jul. 2021

OBRA LANÇADA COM EXCLUSIVIDADE PELO CLUBE QUINDIM NO MÊS DE SETEMBRO DE 2021.
 
DA MESMA AUTORA DO CLÁSSICO MILHÕES DE GATOS.


Há sempre muita expectativa sobre a segunda obra de um artista que estreia de maneira avassaladora. Imaginemos o caso de alguém como a escritora e ilustradora Wanda Gág, que, com Milhões de gatos, de 1928, recebeu logo no ano seguinte a menção Newbery Honor Book, e seguiu acumulando distinções que chegam aos dias de hoje.
Pois apenas um ano depois de Milhões de gatos, Wanda Gág já lançava outro picturebook de originalidade extrema e que também viria a ser amplamente destacado pelo público e pela crítica: The Funny Thing, que ganha agora sua primeira edição brasileira, contando a história do Esquisitão: um apavorante e gracioso “aminal” que adora comer bonecas de crianças boazinhas. E de BoBo, um homenzinho bondoso que tem o desafio de contornar a difícil situação.
Wanda Gág é uma autora central na produção literária para crianças, pioneira na criação total de livros de artista, conceituais, ao mesmo tempo divertidos e complexos, e O Esquisitão dá sequência ainda mais libertadora à artista, que em 1977 receberia o Kerlan Award pelo conjunto de sua potente obra.
 
É a primeira vez que esta obra-prima da literatura para crianças é lançada no Brasil.
 
Faixa etária
 
Voltado a crianças em fase de alfabetização ou já alfabetizadas, entre 5 e 7 anos, o que não impede que a leitura também seja divertida e recomendada para crianças menores, que realizem a leitura dos textos e imagens compartilhada com um adulto. Ou mesmo para nós, que somos bem maiores!
 
Sobre a autora
 
Wanda Hazel Gág (1893-1946) é uma premiada autora norte-americana de livros ilustrados, como Milhões de gatos (1928), O Esquisitão (1929) e The ABC Bunny (1933). A mais velha dos sete filhos de Anton e Lissi Gág, um fotógrafo e uma contadora de histórias imigrantes da região da Boêmia, na Europa Central, Wanda cresceu em um ambiente bucólico, no estado de Minnesota, em que práticas de desenho, pintura, música e leitura eram incentivadas. Estudou Arte nas instituições The Minneapolis School of Art e Art Students League of New York. Durante sua formação como artista, trabalhou como ilustradora comercial para garantir o seu sustento e o da família. Ainda em vida, o valor estético de suas produções foi reconhecido, sendo seu trabalho exibido em museus e galerias até os dias de hoje.
 
Sobre a tradutora
 
Nathalia Matsumoto é editora e tradutora, formada em Letras pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Sociais da Universidade de São Paulo (FFLCH-USP).
Pesquisadora e entusiasta da literatura infantil e juvenil mundial, foi a grande responsável pelo lançamento dessa obra-prima no Brasil.
Em 2018, traduziu o grande clássico de Wanda Gág, Milhões de gatos. Por sua tradução, recebeu o Selo Altamente Recomendável 2019 Produção 2018 da FNLIJ (Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil) na categoria Tradução Adaptação Criança.
 
Saiba mais sobre o livro
 
The Funny Thing, a partir de agora O Esquisitão, é o segundo livro escrito e ilustrado por Wanda Gág (1929), assim como é o segundo livro que tenho o privilégio de traduzir. Entre o lançamento desta e de minha primeira tradução — Milhões de gatos (2018), também o livro de estreia de Gág (1928) —, a vida assumiu contornos muito estranhos. Muito estranho, inclusive, é o Esquisitão. “Aminal” — como se identifica — de rabo comprido e escamas azuis nas costas, que gosta de se alimentar de bonecas tomadas de crianças boazinhas — muito mais apetitosas do que aquelas pertencentes às crianças malcriadas.
É em um lindo dia nas montanhas que BoBo se depara com tal criatura. Ele chora. Ele reflete.
Homenzinho muito sábio que é, BoBo usa da criatividade para contornar a situação. Ele não nega a existência do Esquisitão, ao contrário, ele o acolhe e lhe faz uma proposição: por que não “gel-ecas” (Gág usa originalmente o neologismo “jum-jills”, possivelmente pensando em jam-jelly) ao invés de bonecas?
BoBo, que de bobo não tem nada, procede como a própria Literatura — necessidade de primeira ordem em tempos muito estranhos —, que acolhe a angústia e, ao lhe dar forma, oferece uma nova perspectiva.
Vida longa a BoBo!”
(Nathalia Matsumoto, dez. 2021.)
 
“BoBo (é assim mesmo que se escreve, juro!) é um homem muito bondoso que vive nas montanhas e adora alimentar os animais. Até que, um dia, um bicho um tanto estranho aparece por lá, se autointitula “aminal” (assim mesmo, ju-ro!) e vira um desafio para o solitário solidário, que tem de inventar uma tática bem especial para o “Esquisitão”, finalmente, comer alguma coisa, além de bonecas de crianças boazinhas. O humor pouco convencional e delicioso da norte-americana Wanda Gág ficou conhecido por aqui pelo clássico (e incrível) Milhões de gatos, também publicado pelas Edições Barbatana. Este foi o segundo livro lançado por ela, em 1929, e pela primeira vez chega ao Brasil, pelo cuidadoso estudo da tradutora Nathalia Matsumoto. O texto e o enredo nonsense da premiada artista convidam a uma leitura divertida, complexa e apaixonante.”
(Cristiane Rogerio, revista Crescer, nov. 2021, p. 17)
• Prazo para postagem:
• Código do produto: 8D6301
• Quantidade mínima: 1
Veja também