A nave vai (Jorge Du Peixe; Rodrigo Visca)

R$ 48,00
. Comprar  
Texto e narração de Jorge Du Peixe
Ilustrações de Rodrigo Visca
Luva, com livro e disco de papel encartados, formato 18 x 18 cm, 24 páginas. Papel de miolo offset 150 g/m2, 4 x 4 cores, ilustrado. Capa em papel offset 180 g/m2, 4 x 0 cores. Luva em papel cartão 240 g/m2, 4 x 0 cores e aplicação de hot stamping prata.
Disco em papel cartão 240 g/m2 encartado contendo QR-Code que leva para a narração exclusiva de Jorge Du Peixe para a publicação.
Edições Barbatana, 2020
ISBN 978-85-64155-30-5
Barbatana#22
MúsicaImpressa#1
1a edição: fev. 2020

OBRA FINALISTA DO CONCURSO IMAGE OF THE BOOK 2020/2021 NA CATEGORIA "MELHORES ILUSTRAÇÕES DE LIVROS PARA CRIANÇAS E JOVENS" (XIV INTERNATIONAL ILUSTRATION BOOK DESIGN COMPETITION).

OBRA INCLUÍDA NA SELEÇÃO DE MAIO DO CLUBE DE LIVRO ETC. E TAL.

Um livro ilustrado em formato de compacto, criado a partir da letra de "A Nave Vai" escrita por Jorge Du Peixe, da Nação Zumbi, que gravou uma narração exclusiva para o projeto. Uma viagem psicodélica e lúdica do artista Rodrigo Visca, colaborador da Folha de S.Paulo e ilustrador de vários livros para crianças e jovens. Um projeto editorial criado pela Edições Barbatana.
O livro propõe uma viagem livre e criativa — “O vento leva pra onde não dá pra ver quem foi”, a criança de todas as idades, que “de manhã é um, de noite já foi dois” — e marca o lançamento da série MúsicaImpressa#, que tem a intenção de transformar músicas brasileiras em livros ilustrados.
Inclui uma narração exclusiva de “A Nave Vai”, feita por Jorge Du Peixe.
 
Um pouco de história

Em 1983, Federico Fellini fez uma viagem surrealista a 1914 a bordo do navio de luxo Gloria N. Misturou a nata da ópera italiana com refugiados sérvios, transformou navio em palco, realidade em ópera, personagens em cantores, cinema antigo em moderno, preto-e-branco em cor, paz em guerra mundial, lucidez em loucura e loucura em lucidez.
 
E la nave va

Se em 1984, ano-livro de George Orwell, já tínhamos passado por duas guerras mundiais e tantas mais, mesmo não dizendo nem pra onde, nem por quê, em março de 2016, ano em que o espírito de 1984 começou a voltar à baila, a nave foi levantar voo novamente.
E conhecemos a canção “A Nave Vai”, composição de Jorge Du Peixe.
E, como uma faísca, um raio caindo na cidade de São Paulo, a letra misturada à música, a poesia de Jorge Du Peixe projetando outras viagens, essa sinestesia toda deu a ideia de uma nova transformação: de som em imagem.
2017: Rodrigo Visca começa a trabalhar no livro ilustrado.
2019: ano de Blade Runner e de início de nossa campanha de financiamento coletivo no Catarse.
2020: ano do nascimento de um livro que parece que é um compacto que parece que é um livro. Mas que na verdade é um voo. O primeiro da série MúsicaImpressa#.
 
De música a livro ilustrado

Em 2016, Paulo Verano e Angela Mendes, da Edições Barbatana, editora independente criada nesse mesmo período em São Paulo, cujo primeiro livro lançado também tinha a ver com uma viagem (de uma Girafa que esticou tanto seu pescoço que foi do Brasil à África!), conheceram a canção “A Nave Vai”, composição de Jorge Du Peixe, da Nação Zumbi, e pensaram imediatamente que a Nave poderia levantar outro voo.
Os editores convidaram então o artista paulistano Rodrigo Visca para conversar sobre o que ele acharia de transformar a música em livro ilustrado. O universo onírico da letra, essa nave que, “mesmo não dizendo nem pra onde nem por quê”, insistia em levantar voo poderia — ao ser traduzida em imagens — levar o quarteto para outros lugares.
 
E la nave va de novo

Rodrigo Visca, que já gostava da música, de Jorge Du Peixe e da Nação Zumbi, foi escutar “A Nave Vai” de novo e o raio caiu novamente no mesmo lugar. Ele também achou que a "A Nave Vai" era livro ilustrado, outro jeito para uma mesma viagem.
Fez alguns experimentos visuais. Os editores da Barbatana, que tinham ouvido a música enxergando o livro, viram os desenhos de Visca e escutaram a música. E fortaleceu-se a ideia de propor a Jorge Du Peixe, que não só embarcou na proposta, como fez uma narração exclusiva de “A Nave Vai” para embalar os sonhos de todos nós.
O projeto A Nave Vai foi parcialmente viabilizado por meio de campanha realizada na plataforma de crowdfunding Catarse  entre novembro de 2019 e janeiro de 2020.
E chega, agora, até você.
 
Quem está na nossa nave

JORGE DU PEIXE nasceu em Olinda, em 1967. Cantor, compositor e ilustrador. Membro da banda Nação Zumbi desde sua fundação, como Chico Science & Nação Zumbi, no início dos anos 1990. Integra ainda outros projetos musicais, como as bandas Los Hooligans e Los Sebosos Postizos, além de realizar diversas colaborações na música e no cinema, compondo trilhas sonoras para filmes nacionais, como Amarelo Manga e Febre do Rato. Também é artista visual.
 
RODRIGO VISCA é ilustrador e artista plástico. Colaborador do jornal Folha de S.Paulo, desde 2003 atua como artista visual e ilustrador, tendo trabalhos publicados em praticamente todas grandes revistas e principais veículos de comunicação do Brasil e publicações internacionais nos Estados Unidos, Espanha e Itália. Publicou nas revistas de arte Rojo Magazine (Edição Especial OCHO, 2009), llustration Now! (Vol. 4, editora TASCHEN Books, 2012) e Santa Art Magazine (Cerebelo Artes, 2013).

A Nave Vai é um projeto editorial criado pelos editores da Barbatana.
• Prazo para postagem:
• Código do produto: 723825
• Quantidade mínima: 1
Veja também